• marketing44312

Estudar e trabalhar no exterior


Se você deseja fazer um intercâmbio por mais de três meses, você é considerado um estudante de longa duração. Nesses casos, uma boa maneira de ampliar ainda mais essa experiência é trabalhar legalmente durante seu curso. Essa experiência é importante não só para ter uma ajuda de custo, mas também para praticar ainda mais o idioma, fazer mais amigos e ter uma rotina mais intensa, e próxima da realidade.


Abaixo, em linhas gerais, sabia quais são os países onde estão disponíveis essas oportunidades imperdíveis:

Estados Unidos

Requisitos para trabalhar: o visto de estudante universitário F-1 (com documento I-20 emitido por uma universidade americana) permite que o estudante trabalhe no próprio campus até 20 horas por semana no primeiro ano de visto.

A partir do segundo ano de estudo acadêmico de carreira, é possível trabalhar (como estagiário – treinamento prático – CPT ) em sua área acadêmica mediante anuência da universidade também até 20 horas por semana.

Após a graduação na universidade é possível fazer o Treinamento Prático Opcional (OPT): programa que permite que estudantes internacionais de visto F-1 trabalhem até no máximo 12 meses em uma área relacionada com seu campo de estudo. Estudantes internacionais com visto F-1 que tenham terminado seus cursos em uma das áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM) poderão solicitar uma extensão de mais 12 meses (no total 24 meses) para completar o emprego de OPT após a graduação.

Idade mínima: não há exatamente uma idade mínima, mas precisa ter terminado o ensino médio.

Não há exigência de conhecimento prévio para o curso de idioma. Já para cursos de carreira, cada universidade tem suas próprias regras de admissão para graduação e, normalmente, além de análise curricular, precisa de exame institucional (da própria universidade) ou TOEFL.

Nova Zelândia

Requisitos para trabalhar: Cursar no mínimo 14 semanas de curso de idiomas. É preciso estar matriculado em uma escola chancelada pela NZQA (New Zealand Qualifications Authority) como de categoria 1. O curso deve ter no mínimo 20 aulas por semana.

Visto: Visto de estudante

Idade mínima: maiores de 16 anos de idade.

Não há exigência de conhecimento prévio do idioma.

Durante o período de estudo é possível trabalhar por até 20 horas semanais

Austrália

Requisitos para trabalhar: Cursar no mínimo 14 semanas de curso de idiomas ou profissionalizante. As escolas costumam oferecer job clubs com dicas de como e onde procurar emprego. Também auxiliam com a elaboração do currículo e muitas oferecem aulas focadas em entrevistas.

Visto: Visto de estudante.

Idade mínima: 16 anos de idade.

Para curso de idiomas não há exigência de conhecimento prévio e, para cursos profissionalizantes, nível intermediário.

Durante o período de estudo é possível trabalhar por até 20 horas semanais.

Canadá

Os cursos profissionalizantes podem ter o CO-OP como um componente do curso. Co-op nada mais é que uma parte do programa, uma espécie de estágio obrigatório a ser feito, colocando em prática o que foi repassado durante o estudo, podendo ser ou não remunerado, obrigatório para que o aluno receba o certificado de conclusão.

O estágio não é considerado trabalho pelas leis canadenes, logo é possível fazer estágio e trabalhar também por até 20 horas semanais.

Um estudante internacional, depois de formado em uma instituição de ensino superior canadense (colleges ou universidades) que estão na lista de Designated Learning Institutions (DLI) do governo federal, tem direito de aplicar ao PGWP.

O Post-graduation Work Permit (PGWP) é uma permissão de trabalho que o aluno tem direito ao final de um curso, que pode ser uma pós-graduação, um certificado, diploma, bacharel ou mestrado no país. Este direito é uma oportunidade de ficar mais um período no Canadá, desde que sejam cumpridas todas as regras vigentes.

Visto: Visto de estudante com permissão para trabalho

Nível mínimo de inglês: avançado

Duração do programa: 26 semanas no mínimo

Idade mínima: 18 anos de idade

Requisitos para trabalhar: Cursar no mínimo 26 semanas de curso profissionalizante.

Irlanda

Requisitos para trabalhar: cursar no mínimo 25 semanas de curso de idiomas

Visto: Não há exigência de visto para sair do Brasil mas, ao chegar na Irlanda, o estudante terá o prazo de 4 semanas para completar o seu registro junto ao departamento de imigração.

Nível mínimo de inglês: para curso de idiomas não há exigência de conhecimento prévio

Duração do programa: 25 semanas no mínimo. Durante o período de estudo é possível trabalhar por até 20 horas semanais e, durante o período de férias, até 40 horas semanais.

Idade mínima: 18 anos de idade.

Malta

Os alunos poderão trabalhar a partir da 13ª semana de curso, desde que sejam contratados por uma empresa local que comprove que não encontrou nenhum cidadão europeu para o cargo.

Visto: Até 90 dias (12 semanas) não é necessário visto. No entanto, ao chegar em Malta, o estudante terá que providenciar o visto e não pode demorar mais que 3 semanas para este procedimento.

Nível mínimo de inglês: Para curso de idiomas não há exigência de conhecimento prévio

Duração do programa: mais de 12 semanas. Durante o período de estudo é possível trabalhar por até 20 horas semanais e, durante o período de férias, até 40 horas semanais.

Idade mínima: maiores de 18 anos de idade.

Requisitos para trabalhar: Cursar mais de 12 semanas de curso de idiomas.

Espanha

Requisitos para trabalhar: ao se matricular em um curso intensivo (mínimo de 20 lições semanais), por um período de 25 semanas, o (a) estudante poderá solicitar a carteira de estudante e o NIE, documento que permitirá a procura de trabalho durante o intercâmbio. A solicitação deverá ser feita quando o estudante já estiver na Espanha.

O (a) estudante deve ter no mínimo 18 anos.

Visto: visto de estudante. Uma vez na Espanha e com o visto de estudante em mãos, o (a) aluno (a) terá 30 dias a partir de sua entrada para solicitar o cartão do estudante e o NIE (Número de Identidade de Estrangeiros). Estima-se que a partir da solicitação, o NIE demore aproximadamente 3 meses para ser entregue. Somente com o documento em mãos, o (a) aluno (a) poderá aplicar para vagas de trabalho.

A cada 4 semanas estudadas, o (a) aluno (a) poderá ter 1 semana de férias.

Reino Unido

O Reino Unido anunciou também que, a partir de 2021, estuda permissão de trabalho para formados (graduação, mestrado e doutorado) no país.

Ainda não dispomos de detalhes, tais como: de informação sobre o tipo de visto ou idade mínima.

É importante que o trabalho não atrapalhe o curso, exceto os programas Co-Op no Canadá em que a escola auxilia e até faz a colocação, os demais empregos são de responsabilidade do aluno conseguir quando chega ao país do intercâmbio.

Muitas das vagas oferecidas no exterior tem a ver com o nível de conhecimento do idioma do aluno. Incentivamos os alunos a procurarem trabalho também como forma de integração social, para ocupar a mente e sentir menos o efeito da saudade enquanto estiverem no intercâmbio.


Para saber mais sobre os programas, valores e condições de pagamento, consulte nossa equipe especializada!

33 visualizações

Endereço

Rua Ingaí, 156 - Cj. 1402 | Vila Prudente, São Paulo - SP

Horário de Atendimento

De segunda à sexta das 09:00 às 19:00

Aos sábados das 10:00 às 13:00

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branca ícone do YouTube
Receba novidades
em primeira mão
logo-white.png